Ex-Moradora de Pimenta Bueno é Assassinada no Rio de Janeiro pelo Companheiro

    Um homem assassinou a mulher e cometeu suicídio nesta segunda-feira, na Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio. O crime ocorreu na residência em que o casal vivia, no período da tarde. Depois de espancar Vanessa Olejaz, de 26 anos, Luiz Henrique Gomes se enforcou na cozinha, segundo relatos de testemunhas.

    O desfecho trágico da história dos dois, juntos há cerca de um ano e seis meses, chocou parentes, amigos e vizinhos.

    Vanessa era do estado de Rondônia, e era conhecida por muitos em Pimenta Bueno ao ser chamada de “Vanessinha” e Luiz Henrique oriundo de São Paulo. Os dois se conheceram no Rio e começaram o romance, segundo amigos das vítimas. Moravam na mesma residência em que a mãe da vitima e um irmão dela. Além disso, o casal trabalhava em uma mesma churrascaria, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste do município.

    Um amigo do casal, que pediu para não ser identificado, disse que Luiz era ciumento, mas não imaginava que “ele chegaria a esse ponto”.

    — Ele era um pouco ciumento e (ficava desse jeito) quando bebia também. Mas no trabalho ele nunca demonstrou esse ciúme doentio, porque para levar alguém a matar outra pessoa é ciúme doentio. Nunca vi agressão por parte dele . Está todo mundo muito chocado. — afirmou um amigo do casal.

    O amigo de Luiz e Vanessa, que é vizinho do casal e trabalha na mesma churrascaria, contou que, ao perceber que nenhum dos dois tinha chegado ao emprego no fim da tarde desta segunda-feira, pediu que a mulher fosse à casa deles para ver se os encontrava. Ao entrar na residência, ela se deparou com os dois corpos.

    — (Vanessa e Luiz) não apareceram para trabalhar, então fiz contato com minha esposa. Ela foi lá e bateu na porta. Como ninguém atendeu, decidiu ir até o trabalho da mãe da Vanessa, que é perto. Pegou a chave e entrou na casa. Lá, ela achou primeiro o Luiz morto, na cozinha e, depois, a Vanessa (em outro cômodo). Então minha mulher me ligou — relatou ele, que fez o contato por volta das 20h.

    Um homem matou a mulher e, em seguida, se suicidou na Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio, nesta segunda-feira. O crime teria acontecido no período da tarde, na residência onde o casal morava. De acordo com relato de testemunhas, Vanessa Olejaz, de 26 anos, teria sido espancada até a morte por Luiz Henrique Gomes. Após o assassinato, o companheiro da moça se enforcou na cozinha da casa. O desfecho trágico da história dos dois, juntos há cerca de um ano e seis meses, chocou parentes, amigos e vizinhos.

    Vanessa era do estado de Rondônia, e Luiz Henrique oriundo de São Paulo. Os dois se conheceram no Rio e começaram o romance, segundo amigos das vítimas. Moravam na mesma residência em que a mãe da vitima e um irmão dela. Além disso, o casal trabalhava em uma mesma churrascaria, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste do município.

    Um amigo do casal, que pediu para não ser identificado, disse que Luiz era ciumento, mas não imaginava que “ele chegaria a esse ponto”.

    — Ele era um pouco ciumento e (ficava desse jeito) quando bebia também. Mas no trabalho ele nunca demonstrou esse ciúme doentio, porque para levar alguém a matar outra pessoa é ciúme doentio. Nunca vi agressão por parte dele . Está todo mundo muito chocado. — afirmou um amigo do casal.

    O amigo de Luiz e Vanessa, que é vizinho do casal e trabalha na mesma churrascaria, contou que, ao perceber que nenhum dos dois tinha chegado ao emprego no fim da tarde desta segunda-feira, pediu que a mulher fosse à casa deles para ver se os encontrava. Ao entrar na residência, ela se deparou com os dois corpos.

    — (Vanessa e Luiz) não apareceram para trabalhar, então fiz contato com minha esposa. Ela foi lá e bateu na porta. Como ninguém atendeu, decidiu ir até o trabalho da mãe da Vanessa, que é perto. Pegou a chave e entrou na casa. Lá, ela achou primeiro o Luiz morto, na cozinha e, depois, a Vanessa (em outro cômodo). Então minha mulher me ligou — relatou ele, que fez o contato por volta das 20h.

    COMOÇÃO NAS REDES

    Por meio de redes sociais, amigas de Vanessa lamentaram o episódio trágico. Segundo alguns depoimentos, pessoas ligadas à vítima , ainda perplexas, diziam “não acreditar” no desfecho da história dos dois. “Não consigo acreditar no que eu vi hoje. Você e nenhuma mulher merece isso. Uma covardia sem limites. Olhe por nós aí de cima”, postou uma mulher na página do perfil da vítima.

    “Não estou acreditando até agora. Minha ficha ainda não caiu… Agora só me resta lembrar com carinho de tudo que vivemos juntas. Saudades eternas, minha Baixinha”, escreveu outra.

    “Meu Deus! Parece que foi ontem que estava aí com você, rindo e brincando. Por que isso foi acontecer? E eu já estava me programando para ir ai novamente, passar mais momentos bons ao seu lado. Não estou nem acreditando. Que Deus conforte os corações de todos que estavam ao seu redor”, lamentou outra amiga na internet, numa mensagem postada junto com uma foto de um grupo de amigos em um jantar, do qual Vanessa fazia parte.
    Fonte: Extra.globo.com

    Deixar comentário
VipsRO

VipsRO

VipsRO


VipsRO

VipsRO

VipsRO

VipsRO